O que a Rede Globo quer esconder…

Para começar, o vídeo famoso do direito de resposta de Brizola à Rede Globo:
 
Carta de um Grande político brasileiro. Imperdível.

 

Um dos políticos mais corretos que o Governo Brasileiro já conheceu, Leonel Brizola fala com o poder da Verdade e Sensatez contra o gigante monopolizador da mídia brasileira, as Organizações Globo e suas falcatruas e mentiras amparadas pelo poder público e  pelo próprio governo.

globo-sorriaSão as Organizações Globo um dos mais nocivos venenos impregnados na sociedade, capazes de manipular com extrema facilidade a opinião pública e acobertar/abafar escândalos que não lhe convém. Seus programas tem fortíssimo apelo consumista, elitista, racista e sensual. Envolvem principalmente as pessoas mais simples, ou a maioria do povo, que não tem TV por assinatura e consome diariamente muitos terabytes de informação, ou melhor, lixo, dessa emissora que salienta cada vez mais a futilidade sobre todos os valores e bons costumes, a vingança, a traição, a promiscuidade, a violência, etc.

Um único exemplo do império da futilidade se resume em um programa: Big Brother. Aliás, se você não sabe, O “Grande Irmão” (ou “Irmão Mais Velho”, em inglês: “Big Brother”) é um personagem fictício no romance 1984. Escrito por Eric Arthur Blair sob o pseudônimo de George Orwell e publicado em 8 de Junho de 1949 que retrata o cotidiano numa sociedade totalitária. O título vem da inversão dos dois últimos dígitos do ano em que o livro foi escrito, 1948.

Na sociedade descrita por Orwell, todos as pessoas estão sob constante vigilância das autoridades, principalmente por teletelas (telescreen), sendo constantemente lembrados pela frase propaganda do Estado: “o Grande Irmão zela por ti” ou “o Grande Irmão está te observando” (do original “Big Brother is watching you”). Representado pela figura de um homem que provavelmente na trama não exista, vigia toda a população através das chamadas teletelas, governando de forma despótica e manipulando a forma de pensar dos habitantes.

Ainda com relação ao BBB, não sei se nos outros 43 países nos quais é exibido, o programa é parecido com a versão do Brasil. Imagino que só aqui, eu digo imagino por não ter certeza absoluta, as pessoas entram no programa de uma forma bem estranha. Ninguém sabe ao certo como é feita a seleção dos participantes. Nem como é a votação.

Mas parece que um requisito básico para entrar no jogo é ter no máximo 10 pontos de QI numa escala de 1 a 1000… hehe =P

As pessoas que saem da casa, ficam sob contrato até o meio do ano. Assim não podem fazer nada, nem soltar um pum. Se fizerem algo são punidos pela Globo. Com isso, acabam se tornando subpseudocelebridades com seus 3 minutos de fama.  Como diz Marcelo D2: “Celebridade é artista que não faz arte”. Saem pelados em revistas, fazem comerciais, vão à festas e cobram cachê. Quem ganha, acaba torrando o dinheiro. E um ano depois já empobreceu outra vez. Quem não ganha, fica batendo na porta das emissoras pedindo emprego. E se sujeitam às piores coisas possíveis para continuarem na mídia.

ENFIM, há um documentário de Simon Hartog produzido em 1993 pelo canal 4 da BBC, que discute o poder da rede Globo e suas influências, que naturalmente, teve sua exibição proibida no Brasil. Chama-se MUITO ALÉM DO CIDADÃO KANE. Vou colocar ESSE link para que os senhores possam baixar e assistir esse doc caso ainda não o tenham feito, pois vale à pena!

Pra finalizar, eu já publiquei também aqui no meu blog, um artigo sobre o Big Brother verdadeiro… Big Brother Is Watching You… O link é esse aqui. Fiquemos espertos… Valeu, grande abraço a Todos ;D

Rodrigo Kladwan

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s