No fluir da canção

Olá meus amigos leitores… Faz 2 meses que não escrevo! Uau, o tempo passa e muitos de vcs vieram me perguntar se eu tinha abandonado o barco… Hehehe – Não! Navego com esse barco há mais de 7 anos (só no WordPress) e mais 2 anos antes no antigo Live… E já me questionei do quanto isso seria útil, haja vista o excesso de informações que existe atualmente na Internet, e do quanto pessoas realmente buscam se aprofundar em assuntos “extracurriculares”.

Mas, é claro que não podemos agradar muita gente. O que agrada muita gente, como eu costumo falar é pagodeiro, funkeiro, o Whindersson… Não sei por que!! :/

20160924_192951000_ios

Enfim, me sinto bem no geral. Curtindo um pouco a Vida, com todos seus aspectos triviais… No Fluir da Canção do Senhor, título inspirado pela obra de Sai Baba interpretando o Bhagavad Gita, instruções espirituais para a vida toda (super recomendo)… Sempre amparado por UMA Força SUperior e Seus Afluentes que me guiam nos caminhos às vezes tortuosos da Vida… [A imagem acima, muito me inspira, ela me motivou a escrever isso tudo que está fluindo… Grandiosa, Dura, Bela, Solene]. Viver não é fácil. Nem um pouco. Mas é simples.

Vc sabe qual a diferença entre fácil e simples?

Vamos lá: Imagine que vc precisa correr em uma maratona de 42 KM. Vc se prepara, vestindo uma roupa bem confortável, própria para corrida, calça um tênis confortável e resistente, e o percurso é todo feito no asfalto, percursos retilíneos, e tudo que vc precisa fazer é impulsionar seu corpo para frente, mexer as pernas e sebo nas canelas. Correr qualquer um sabe e é algo extremamente simples. A dificuldade está na persistência da corrida… Não desistir, desacelerar, se distrair com a paisagem, com as sombras e águas frescas que vc vê ao redor do percurso, com as “vitrines” e tentações de todo tipo que surgem no meio do caminho, além é claro, de ter de lutar constantemente com a mente que reclama de dor, cansaço e vontade de desistir… Ou seja, correr é simples, mas não é fácil. Assim, existem muitas coisas na vida que são simples e difíceis ao mesmo tempo. Viver é o próprio caso.

Viver no Brasil está cada vez mais difícil. Embora não tenhamos tragédias naturais contundentes como em outros países, nem guerras, estamos imersos num social afundado de problemas e crises morais das mais baixas. Falta principalmente respeito e honestidade. Minha prima que mora nos EUA relatou hoje para nós que estão todos na Flórida em estado de alerta máximo pela passagem do furacão Matthew. Um estado de caos e operações de guerra, com filas gigantes para supermercados, já faltando água, pão, estão sem combustível e podem ficar sem energia em breve… Não preciso falar da região do Oriente Médio, que continua na mais profunda aniquilação de seu povo…

Viver é tão simples… Mas tá tão difícil…

Vc já pensou se parar de trabalhar? Se vc parar de fazer girar as rodas dessa grande engrenagem do Sistema Capitalista? O Sistema, como já disse nesse post anterior, é um monstro, quase indestrutível cujo objetivo principal é explorar. Nos tornamos profundamente dependentes dele e agora, fazemos de tudo para manter tudo o que ele tem nos oferecido. Se vc parar de trabalhar e alimentar o Sistema, as grandes corporações e governos, vc fica sem dinheiro. Sem dinheiro, vc vira um mendigo. E mendigos… Ah, que problema eles são! As grandes cidades estão repletas deles… São tratados quase como dejetos, mas são humanos, alguns acomodados, outros rebelados ao Sistema! Quão difícil é julgar tais questões e compreender variantes mais profundas do viver terrestre… Precisamos de muita sabedoria e compaixão.

Para viver, pagamos pelo que vestimos, comemos, bebemos, onde moramos, tudo tem seu preço, até para morrer é pago. Cemitérios fazem até financiamento para o dia do seu funeral. Viver é difícil e morrer mais ainda!

Morrer é quase um tabu nos assuntos que permeiam nossos pensamentos, planos, vida, família… Reclama-se de viver e da vida, mas morrer poucos querem. Compreende-se pouco a Arte e o Mistério de Viver. Compreende-se menos ainda a necessidade de morrer. O problema é que muitos morrem da maneira errada, por que viveram de maneira muito errada… É preciso saber viver, já dizia a letra daquela canção…

Lembrei desse post de 2012, intitulado Morte e Vida, onde escrevi:

Quem não sabe o que é a vida, como poderá saber o que é a morte?

Quem não sabe o que é a vida, como poderá saber o que é a morte?

Meu irmão(ã), Você vai ser feliz, mas antes a vida vai te ensinar a ser forte. Até as flores tem sua sorte, umas enfeitam a vida outras enfeitam a morte!

Parte fundamental de ser feliz é viver com gratidão constante por tudo. Os ventos da Graça sopram o tempo todo. Você só tem de içar as velas! Agradeça por tudo em sua Vida…

Se a vida não te deu nada, seja feliz com o nada.

Melhor viver na moderação sem limitação do que no excesso com escravização. No oceano da existência, o ideal é manter o veículo sagrado que é teu corpo plenamente saudável e leve, pois ao navegar pelas águas da vida esse barco não está livre de naufragar. Seja forte, mas por mais forte, duro e independente que possas ser, sempre haverá um momento que precisarás de ajuda. Não se isole por que sozinho ninguém vive.

Viva em comunhão, mas saiba que viver a sua própria vida é viver em liberdade.

Vale à pena viver, se aventurar, provar, tentar o máximo. Os covardes morrem várias vezes antes da sua morte, mas o homem corajoso experimenta a morte apenas uma vez!


Somos guerreiros! Quem me lê agora é um grande, grande guerreiro! Você, é uma Alma bem vivida, forjada como espada no fogo e água desse teatro existencial de nascer e morrer… O que mais fazer agora, senão lembrar da sua própria lenda?

“Todo guerreiro já ficou com medo de entrar em combate.

Todo guerreiro já perdeu a fé no futuro.
Todo guerreiro já trilhou um caminho que não era dele.
Todo guerreiro já sofreu por bobagens.

Todo guerreiro já achou que não era guerreiro.
Todo guerreiro já falhou em suas obrigações.
Todo guerreiro já disse “SIM” quando queria dizer “NÃO”.
Todo guerreiro já feriu alguém que amava.
Por isso é um guerreiro; porque passou por estes desafios, e não perdeu a esperança de ser melhor do que era.” [Manual do Guerreiro da Luz, Paulo Coelho]

Assim Eu Sou, Assim Nós Somos, parte desse Plano de avançar e vencer. Avançar sobre os desafios e vencer a si mesmo!

Meus cumprimentos e desejos de profunda Coragem, Compaixão e Fé a Todos.

rkassinatura2

4 comentários sobre “No fluir da canção

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s