24 Filmes Reveladores Para Vc Entender O Jogo!

Que vc precisa assistir com outros olhos…

Saudações internautas ‘.’

Quem me conhece, sabe que sempre fui um amante da literatura e do cinema. Com relação ao cinema, estou certo que essa arte tem contribuído e muito para ampliar horizontes e estabelecer novos patamares de consciência da Humanidade. A maioria das pessoas considera o cinema algo mais fácil de ser consumido que a literatura, ou seja, é mais fácil vc convencer alguém a assistir a um filme do que ler um livro. Justamente pelo fator “entretenimento de encher os olhos”, pessoas se valem do cinema na grande maioria das vezes com fins de entretenimento, uma diversão ou distração, não apreendendo por causa disso, na maioria das vezes os assuntos essenciais e subliminares da película.

Tenho um certo amigo que desde os tempos de faculdade dizia com relação ao filme Matrix: “Vc acredita naqueles saltos fantásticos que eles dão, produzidos com efeitos especiais excessivos”? Quando eu entusiasticamente dizia a ele que a série Matrix veio para mudar radicalmente conceitos e marcar uma nova era de ver o mundo… Enfim, há pessoas que desistem de pensar e se aprofundar quando a temática foge à lógica esmagadora das estórias humanas: Comédias, comédias românticas e ação ou suspenses. Daí a culpa fica dos excessivos efeitos especiais. Talvez seja essa a técnica da indústria para despistar e fazer suas “mágicas”…

Enfim, gostaria de enumerar agora uma pequena lista de filmes bem atuais que vão além de fins recreacionais. Eles dão o que pensar. O objetivo é gerar uma linha de raciocínio que servirá de apoio às revelações que tenho falado, para se excluir de uma vez por todas a ideia persistente de teorias de conspiração. Não são mais teorias, são comprovações, embasadas em muita filosofia, anos de simbologia explícita, agora traduzidas e interpretadas à luz da lógica, inteligência e o melhor que a percepção humana conseguiu fazer.

ENTENDA O JOGO QUE VC ESTÁ PARTICIPANDO DE UMA VEZ POR TODAS! [Psiu, não é ficção!]

20160521_064533000_iOS

[Pode Conter Spoilers Estratosféricos! Ou não, tudo depende do observador. rs]


  1. Matrix (The Matrix, 1999): Em um futuro próximo, Thomas Anderson (Keanu Reeves), um jovem programador de computador que mora em um cubículo escuro, é atormentado por estranhos pesadelos nos quais encontra-se conectado por cabos e contra sua vontade, em um imenso sistema de computadores do futuro. Em todas essas ocasiões, acorda gritando no exato momento em que os eletrodos estão para penetrar em seu cérebro. À medida que o sonho se repete, Anderson começa a ter dúvidas sobre a realidade. Por meio do encontro com os misteriosos Morpheus (Laurence Fishburne) e Trinity (Carrie-Anne Moss), Thomas descobre que é, assim como outras pessoas, vítima do Matrix, um sistema inteligente e artificial que manipula a mente das pessoas, criando a ilusão de um mundo real enquanto usa os cérebros e corpos dos indivíduos para produzir energia. Morpheus, entretanto, está convencido de que Thomas é Neo, o aguardado messias capaz de enfrentar a Matrix e conduzir as pessoas de volta à realidade e à liberdade.
  2. Matrix Reloaded (The Matrix Reloaded, 2003): Após derrotar as máquinas em seu combate inicial, Neo (Keanu Reeves) ainda vive na Nabuconodosor ao lado de Morpheus (Laurence Fishburne), Trinity (Carrie-Anne Moss) e Link (Harold Perrineau Jr.), o novo tripulante da nave. As máquinas estão realizando uma grande ofensiva contra Zion, onde 250 mil máquinas estão escavando rumo à cidade e podem alcançá-la em poucos dias. A Nabucodonosor é convocada para retornar a Zion, para participar da reunião que definirá o contra-ataque humano às máquinas. Entretanto, um recado enviado pelo Oráculo (Gloria Foster) faz com que a nave parta novamente, levando Neo de volta à matrix. Lá ele descobre que precisa encontrar o Chaveiro (Randall Duk Kim), um ser que possui a chave para todos os caminhos da matrix e que é mantido como prisioneiro por Merovingian (Lambert Wilson) e sua esposa, Persephone (Monica Bellucci).
  3. Matrix Revolutions (The Matrix Revolutions, 2003): Após enfrentar os sentinelas no mundo real, Neo (Keanu Reeves) tem sua mente presa em um local que fica entre a Matrix e a realidade, do qual apenas poderá sair com a ajuda de Trainman (Bruce Spence). Após perceberem que as ondas cerebrais de Neo são idênticas as de uma pessoa conectada à Matrix, Trinity (Carrie-Anne Moss) e Morpheus (Laurence Fishburne) buscam a ajuda da Oráculo (Mary Alice) e Seraph (Sing Ngai). Trinity, Morpheus e Seraph vão em busca de Merovingian (Lambert Wilson), que possui controle sobre Trainman e pode libertar Neo. Após obterem sucesso no resgate, o trio se divide em duas missões: Enquanto Morpheus e a tripulação de duas naves parte rumo a Zion, na tentativa de ajudar no combate contra as máquinas, Neo e Trinity se dirigem à cidadela das máquinas.
    [O primeiro da lista, não poderia ser diferente. Tanto ele contribuiu e abriu caminhos para os filmes atuais e reflexões das mais amplas sobre esse sistema condicionante que vivemos. Matrix é a maior referência e compilação revolucionária e questionadora do sistema que temos. Frases clássicas, como: “Matrix é um mundo que jogaram diante dos seus olhos, para deixá-lo cego quanto à verdade… Que você é um escravo” e “Eu lhe mostro a porta, mas é você que tem que atravessá-la”. Imprescindível.]
  4. O Show de Truman (The Truman Show, 1998): Truman Burbank (Jim Carrey) é um pacato vendedor de seguros que leva um vida simples com sua esposa Meryl Burbank (Laura Linney). Porém algumas coisas ao seu redor fazem com que ele passe a estranhar sua cidade, seus supostos amigos e até sua mulher. Após conhecer a misteriosa Lauren (Natascha McElhone), ele fica intrigado e acaba descobrindo que toda sua vida foi monitorada por câmeras e transmitida em rede nacional. [O Show de Truman é um perfeito exemplo do que queremos mostrar finalmente com tudo isso que defendemos e revelamos: Nosso plano é um “grande big brother espacial” e um teatro, onde o palco é esse lugar que você chama de vida/terra. Descubra onde você está assistindo a este filme.]
  5. Ilha do Medo (Shutter Island, 2010): 1954. Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) investiga o desaparecimento de um paciente no Shutter Island Ashecliffe Hospital, em Boston. No local, ele descobre que os médicos realizam experiências radicais com os pacientes, envolvendo métodos ilegais e anti-éticos. Teddy tenta buscar mais informações, mas enfrenta a resistência dos médicos em lhe fornecer os arquivos que possam permitir que o caso seja aberto. Quando um furacão deixa a ilha sem comunicação, diversos prisioneiros conseguem escapar e tornam a situação ainda mais perigosa. [Um claro exemplo de como funciona a Matrix e seu sistema carcerário punitivo e experimental.]
  6. Sucker Punch (Sucher Punch, 2011): Babydoll (Emily Browning) foi internada em um sanatório pelo padrasto inescrupuloso, que encomenda uma cirurgia para destruir o cérebro dela. Mas a jovem descobre que seu refúgio pode estar dentro de sua mente e só assim ela poderá se libertar para sempre. Agora, vivendo esse mundo paralelo, ela enfrentará dragões, samurais, robôs e nazistas sobrenaturais, que a farão viver uma perigosa e fantástica aventura na companhia das colegas de internação Blondie (Vanessa Hudgens), Rocket (Jena Malone), Amber (Jamie Chung) e Sweet Pea (Abbie Cornish). Seria essa então a sua única chance de libertação? [Altamente referente à indústria e seus propósitos subliminares: “reality is a prison”.]
  7. Prometheus (Prometheus, 2012): 2089. Elizabeth Shaw (Noomi Rapace) e Charlie Holloway (Logan Marshall-Green) são exploradores que encontram a mesma pintura em várias cavernas na Terra. Com base nisto, eles desenvolvem uma teoria em que a pintura aponta para um lugar específico do universo, que teria alguma relação com o início da vida no planeta. A dupla convence um milionário, Peter Weyland (Guy Pearce), a bancar uma cara expedição interestelar para investigar o assunto. Desta forma, Elizabeth e Charlie entram para a tripulação da nave Prometheus, composta pelo robô David (Michael Fassbender), a diretora Meredith Vickers (Charlize Theron), o capitão Janek (Idris Elba), entre outros. Todos, com exceção de David, hibernam em sono criogênico até que a nave chegue ao objetivo, o que acontece em 2093. Encantados com a descoberta de um novo mundo e a possibilidade de revelarem o segredo da origem da vida na Terra, Elizabeth e Charlie não percebem que o local é também bastante perigoso. [Um filme muito importante no quesito verdade inconveniente: Ele revela segredos chocantes e decepcionantes. Vão em busca dos nossos verdadeiros engenheiros, o que destrói com sutileza o sistema de crenças romântico, que fomos “criados à imagem e semelhança de Deus”.]
  8. A Viagem (Cloud Atlas, 2013): Seis histórias que, apesar de ocorrerem em épocas e países distintos, possuem uma interligação. No século XIX, Adam Ewing (Jim Sturgees) é um advogado enviado pela família para negociar a comprar de novos escravos. Ao retornar para casa, ele salva um escravo, Autua (David Gyasi), que está fugindo de Henry Goose (Tom Hanks), um médico que o envenenou. Em 1930, o jovem e talentoso compositor Robert Frobisher (Ben Whishaw) ajuda o também compositor, e já idoso, Vyvyan Ars (Jim Broadbent). Durante o trabalho, Robert encontra uma crônica escrita por Ewing em um jornal em meio aos livros de Ars. Em 1970, a jornalista Luisa Rey (Halle Berry) conhece Rufus Sixmith (James d’Arcy) quando o elevador em que ambos estão quebra. Tempos depois, ele a procura para revelar que estão encobrindo uma série de falhas no projeto de construção de um reator nuclear. Nos dias atuais, Timothy Cavendish (Jim Broadbent) é dono de uma pequena editora, que lançou um livro que dificilmente dará retorno financeiro. Entretanto, a situação muda quando o autor do livro mata um de seus críticos, tornando-se uma celebridade instantânea. Coreia do Sul (agora chamada de Nova Seul), futuro. Sonmi-451 (Donna Bae) é um clone que trabalha em um restaurante fast food. Ela foi programada para realizar todo dia as mesmas tarefas, sem manifestar qualquer reclamação, mas a situação muda quando outro clone acaba, sem querer, despertando-a sobre sua existência. Futuro. Nova Seul foi tragada pelas águas há 100 anos, o que fez com que o local viva uma realidade pós-apocalíptica. Nesta época vive Zachry (Tom Hanks), o líder de uma tribo que venera Sonmi como se fosse uma deusa. Sua vida muda quando Meronym (Halle Berry), que integra um grupo evoluído chamado Prescients, lhe pede para viver com sua tribo. [Um filme espetacular e altamente útil e revelador, nos ajuda a entender as engrenagens da Matrix e como o sistema prisional funciona. Há uma rebelião desejável que ocorre na história, algo que ainda precisamos encarar, quando descobrirmos a verdade…]
  9. Jogos Vorazes (The Hunger Games, 2012): Num futuro distante, boa parte da população é controlada por um regime totalitário, que relembra esse domínio realizando um evento anual – e mortal – entre os 12 distritos sob sua tutela. Para salvar sua irmã caçula, a jovem Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) se oferece como voluntária para representar seu distrito na competição e acaba contando com a companhia de Peeta Melark (Josh Hutcherson), desafiando não só o sistema dominante, mas também a força dos outros oponentes.
  10. Jogos Vorazes – Em Chamas (The Hunger Games – Catching Fire, 2013): Este é o segundo volume da trilogia Jogos Vorazes, baseada nos romances de Suzanne Collins. A saga relata a aventura de Katniss (Jennifer Lawrence), jovem escolhida para participar aos “jogos vorazes”, espécie de reality show em que um adolescente de cada distrito de Panem, considerado como “tributo”, deve lutar com os demais até que apenas um saia vivo. Neste segundo episódio da série, após a afronta de Katniss à organização dos jogos, ela deverá enfrentar a forte represália do governo local, lutando não apenas por sua vida, mas por toda a população de Panem.
  11. Jogos Vorazes – A Esperança parte 1 (The Hunger Games – Mockingjay part 1): Após ser resgatada do Massacre Quaternário pela resistência ao governo tirânico do presidente Snow (Donald Sutherland), Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) está abalada. Temerosa e sem confiança, ela agora vive no Distrito 13 ao lado da mãe (Paula Malcomson) e da irmã, Prim (Willow Shields). A presidente Alma Coin (Julianne Moore) e Plutarch Heavensbee (Philip Seymour Hoffman) querem que Katniss assuma o papel do tordo, o símbolo que a resistência precisa para mobilizar a população. Após uma certa relutância, Katniss aceita a proposta desde que a resistência se comprometa a resgatar Peeta Mellark (Josh Hutcherson) e os demais Vitoriosos, mantidos prisioneiros pela Capital.
  12. Jogos Vorazes – A Esperança parte 2 (The Hunger Games – Mockingjay part 2): Ainda se recuperando do choque de ver Peeta (Josh Hutcherson) contra si, Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) é enviada ao Distrito 2 pela presidente Coin (Julianne Moore). Lá ela ajuda a convencer os moradores locais a se rebelarem contra a Capital. Com todos os distritos unidos, tem início o ataque decisivo contra o presidente Snow (Donald Sutherland). Só que Katniss tem seus próprios planos para o combate e, para levá-los adiante, precisa da ajuda de Gale (Liam Hemsworth), Finnick (Sam Claflin), Cressida (Natalie Dormer), Pollux (Elder Henson) e do próprio Peeta, enviado para compôr sua equipe.
    [A série Jogos Vorazes é excelente e imprescindível de assistir: É uma completa crônica ao nosso sistema prisional, onde somos constantemente testados, num jogo realmente voraz de sobrevivência da vida diária, com direito ao circo orquestrado pela mídia manipuladora, enfim, assimile em essência o que é ser da resistência para encontrar o ‘messias’ contra o sistema opressor e despertar.]
  13. Divergente (Divergent, 2014): Na futurística Chicago, quando a adolescente Beatrice (Shailene Woodley) completa 16 anos ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida. Elas são cinco e cada uma representa um valor diferente, como honestidade, generosidade e coragem. Beatrice surpreende a todos e até a si mesma quando decide pela facção dos destemidos, diferente da família. Ao entrar para a Audácia ela torna-se Tris e entra numa jornada para afastar seus medos e descobrir quem é de verdade. Além disso conhece Quatro (Theo James), rapaz experiente que consegue intrigá-la e encantá-la ao mesmo tempo.
  14. Insurgente (Insurgent, 2015): Tris (Shailene Woodley) e Quatro (Theo James) agora são fugitivos e procurados por Jeanine Matthews (Kate Winslet), líder da Erudição. Em busca de respostas e assombrados por prévias escolhas, o casal enfrentará inimagináveis desafios enquanto tentam descobrir a verdade sobre o mundo em que vivem.
  15. Convergente (Allegiant, 2016): Após a mensagem de Edith Prior ser revelada, Tris (Shailene Woodley), Quatro (Theo James), Caleb (Ansel Elgort), Peter (Miles Teller), Christina (Zoë Kravitz) e Tori (Maggie Q) deixam Chicago para descobrir o que há além da cerca. Ao chegarem lá, eles descobrem a existência de uma nova sociedade.
  16. Ascendente (Ascendant, 2017): a lançar: No desfecho da série Divergente, Tris (Shailene Woodley) e Quatro (Theo James) são postos à prova mais uma vez, diante de situações que mudarão suas vidas para sempre.
    [Talvez esta seja atualmente a série de filmes que melhor ilustra o mecanismo artificial que vivemos, habilmente orquestrado por mentes brilhantes. Tudo nos filmes tem a ver com a raça humana e seu dilema existencial, suas limitações… Parece expor finalmente que tudo isso é uma ‘seleção natural’ para escalar os mais fortes e assim aprimorar os projetos de engenharia humana. Absolutamente real e um grande preparativo para as grandes revelações que você conhecerá em breve.]
  17. Maze Runner (The Maze Runner, 2014): Em um mundo pós-apocalíptico, o jovem Thomas (Dylan O’Brien) é abandonado em uma comunidade isolada formada por garotos após toda sua memória ter sido apagada. Logo ele se vê preso em um labirinto, onde será preciso unir forças com outros jovens para que consiga escapar.
  18. Maze Runner – Prova de Fogo (The Maze Runner – The Scorch Trials, 2015): Após escapar do labirinto, Thomas (Dylan O’Brien) e os garotos que o acompanharam em sua fuga da Clareira precisam agora lidar com uma realidade bem diferente: a superfície da Terra foi queimada pelo sol e eles precisam lidar com criaturas disformes chamadas Cranks, que desejam devorá-los vivos.
  19. Maze Runner – A Cura Mortal (The Maze Runner – The Death Cure, 2017): A lançar: Por trás de uma perspectiva cura para o Fulgor, Thomas (Dylan O’ Brien) descobrirá um grande plano, executado por Cruel, que poderá trazer decorrências catastróficas para a humanidade. O protagonista, então, decide entregar-se para o Experimento final.
    [Outra série extemamente importante e reveladora que parece mais uma vez brincar cinematograficamente com nossa derradeira hora da verdade. Tudo tem amplo sentido para a indústria, onde a exemplos das outras séries citadas acima, traz uma importante revelação para aqueles que tem olhos de ver: Somos experiências. Fomos recrutados e somos constantemente monitorados. Com qual fim? A série explora boas possibilidades.]
  20. O Segredo da Cabana (The Cabin In The Woods, 2013): A jovem Jules (Anna Hutchinson) resolve levar seus amigos Curt (Chris Hemsworth), Dana (Kristen Connolly), Holden (Jesse Williams) e Ronald (Tom Lenk) para uma viagem diferente nas montanhas, numa cabana situada no meio da floresta, isolada de tudo. Mas o que era para ser somente um momento de muita curtição entre a turma, acaba se transformando em algo que suas mentes jamais imaginariam. [Mais um excelente trabalho do cinema para revelar algo importante para você: Somos cobaias, parte de um teste acompanhado via alta tecnolgia pelos nossos engenheiros ou “deuses”. É um final surpreendente e muito reflexivo. Esse filme mereceria uma sequência, embora bem improvável.]
  21. Predadores (Predators, 2010): Royce (Adrien Brody), Isabelle (Alice Braga), Edwin (Topher Grace), Cuchillo (Danny Trejo), Stans (Walton Goggins), Nikolai (Oleg Taktarov), Hanzo (Ozawa Changchien) e Mombasa (Mahershalalhashbaz Ali) são jogados de pára-quedas em uma selva desconhecida, sem saberem o motivo. Eles não se conhecem, mas logo percebem que precisam se unir para sobreviver. Em busca de um meio de sair do local, o grupo descobre que está na verdade em outro planeta. Para piorar ainda mais a situação, eles logo percebem que estão sendo caçados por um ser alienígena altamente mortal. [Esse filme é realmente muito bom. O interessante é observar a semelhança com nossa realidade vs jogo de sobrevivência. Onde tudo parece ser um playground de raças superiores tecnologicamente que estão testando nossas habilidades e pode-se dizer até mesmo brincando com as pessoas].
  22. O Destino de Júpiter (Jupiter Ascending, 2015): Jupiter Jones (Mila Kunis) é a descendente de uma linhagem que a coloca como a próxima ocupante do posto de Rainha do Universo. Sem saber disto, ela segue sua vida pacata trabalhando como empregada doméstica nos Estados Unidos, país onde vive após deixar a Rússia. Um dia, ela recebe a visita de Caine (Channing Tatum), um ex-militar alterado geneticamente que tem por missão protegê-la a todo custo e levá-la para assumir seu lugar de direito. [Mais um sucesso apocalíptico produzido pelso irmãos Wachowski, é um filme revelador de uma trama espacial que envolve o completo acobertamento da verdadeira identidade dos terráqueos, que vivem vidas medíocres e parecem gostar delas. Mostra com riqueza de detalhes e veracidade a ação oculta de alienígenas manipuladores cientistas e militares grays e reptilianos atuando sob ordens superiores em nosso plano, ou seja, realidades paralelas realizando um claro intercâmbio com nosso plano terrestre, onde domínio e poder prevalecem.]
  23. Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland, 2010): Alice (Mia Wasikowska) é uma jovem de 17 anos que passa a seguir um coelho branco apressado, que sempre olha no relógio. Ela entra em um buraco que a leva ao País das Maravilhas, um local onde esteve há dez anos apesar de nada se lembrar dele. Lá ela é recepcionada pelo Chapeleiro Maluco (Johnny Depp) e passa a lidar com seres fantásticos e mágicos, além da ira da poderosa Rainha de Copas (Helena Bonham Carter).
  24. Alice Através do Espelho (Alice in Wonderland 2: Through the Looking Glass, 2016): Alice (Mia Wasikowska) retorna após uma longa viagem pelo mundo, e reencontra a mãe. No casarão de uma grande festa, ela percebe a presença de um espelho mágico. A jovem atravessa o objeto e retorna ao País das Maravilhas, onde descobre que o Chapeleiro Maluco (Johnny Depp) corre risco de morte após fazer uma descoberta sobre seu passado. Para salvar o amigo, Alice deve conversar com o Tempo (Sacha Baron Cohen) para voltar às vésperas de um evento traumático e mudar o destino do Chapeleiro. Nesta aventura, também descobre um trauma que separou as irmãs Rainha Branca (Anne Hathaway) e Rainha Vermelha (Helena Bonham Carter).
    [Clássico. É um filme totalmente simbólico sobre o mundo artificial e cheio de magia mental que vivemos, uma crônica a maya, o mundo de ilusões que passamos a aceitar como real].

Irmãos, certamente há outros filmes que poderiam ser citados, com uma temática tão interessante e semelhante quanto os relacionados.

Há por exemplo os inúmeros filmes tendenciosos de invasões alienígenas, que tem por objetivo propagar desinformação e medo; aqueles que mostram o heroísmo humano (entenda-se americano) nas conquistas bélicas e espaciais, forjadas para acreditarmos no mundo de mentira que a NASA criou para os humanos; os filmes altamente simbólicos da indústria criadora de marionetes Illuminati, como o Mundo Imaginário do Dr. Parnassus e muitos outros. Mas minha ideia não é encerrar o assunto listando todos. Esses são apenas alguns filmes-chaves que lhe ajudarão (vão dar aquele empurrãozinho) a perceber que a realidade desse mundo é bem diferente daquela que fomos condicionados a acreditar/aceitar como verdadeira nas escolas, nas doutrinações acadêmicas e pseudo-científicas que nos enfiaram goela abaixo.

Estou convencido que estamos numa Grande-Nave que aprendemos chamar de Terra. São poucos os que irão se destacar aqui. Lembra daquela máxima de um Famoso Messias: “Muitos serão os chamados e poucos os escolhidos”? Em Maze Runner por exemplo, observamos que é assim, Divergente, Jogos Vorazes… Já temos pistas mais que suficientes para começar a montar o complexo quebra-cabeças do qual fazemos parte. Mas gostaria de levar essas reflexões a todos os senhores que me lêem, de uma maneira rebelde sim, porém não violenta. Não vamos atacar o Grande Sistema, nem mesmo contestar do por que disso tudo. Temos que usar nossa própria inteligência/habilidades para fazer diferente da massa reativa que não consegue ver além de seus pequenos interesses e conveniências à frente. Muitas vidas/encarnações já devem ter-nos dado maturidade para realizar uma compreensão superior frente às adversidades e desafios. Tantas vidas, já devem ter-nos dado bases e memórias suficientes para nesse momento singular, ler e perceber a vida e suas manifestações de modo sublime. Apesar da realidade amarga que a Humanidade não vai querer aceitar facilmente, há aqui e agora, as duas grandes Forças Contrastantes Universais: Treva e Luz. Por toda parte e dentro de Você. Embora restritas, existem oportunidades de escolhas: Pequenas escolhas diárias nos levam a um pequeno e limitado futuro Ou ao grande ilimitado oceano cósmico, O Manancial que os Iniciados gozam e os Sábios conhecem.

O filme “O Segredo da Cabana” que citei aqui, abre um pouco do jogo: Será que vc percebeu como o sistema funciona? Ele não irá obrigá-lo a fazer nada, mas lhe tentará com uma grande persuasão, tentando corrompê-lo. Mas a decisão final será apenas sua. Se vc se tornou a espada forte e bem forjada  do guerreiro da luz, vai conseguir entender isso de uma maneira além do racional/intelectual, vai usar sua sabedoria emocional e o coração expandido o fará se destacar naturalmente, desviando dos perigos iminentes do caminho. O que alguns chamam de sorte ou proteção divina, é apenas a pureza/retidão aprimorada aplicada nas perfeitas e tortuosas leis universais.

Deixo aqui minha veemente recomendação para que assistam e reflitam ao máximo que puderem para vcs mesmos fazerem seus links. O momento atual nesse plano, em minha visão é de muita luz (informação), por isso devemos aproveitá-lo antes que o tempo expire…

Grande abraço, obrigado e até mais ;)

rkassinatura2

Um comentário sobre “24 Filmes Reveladores Para Vc Entender O Jogo!

  1. Pingback: A Maior Decepção de Todas | O Caminho do Evolucionário

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s