O Colibri Dourado

Ai Ai… (Ai 爱 Amor em japonês), começamos a falar pelo amor… A energia mais sutil e mais forte desse mundo. Não há uma única pessoa que não esteja atrás dele: amor. De amar, de ser amado! Não é fácil encontrar o amor nesse mundo. A dimensão de testes que estamos submetidos, foi projetada minuciosamente para provar e provocar todos os sentidos, principalmente aqueles contrários ao amor… Mas ele está aqui, na verdade, em toda parte!

Esse post tem uma trilha sonora, e se você quiser compartilhar “desse Momento” comigo, a música é exatamente essa, de Kenny G. Pois O Momento é assim, como o Amor… Como as oportunidades, você deve aproveitar enquanto ele está ali, pois passará, mas te deixará preenchido com algo, que ao final dessa postagem, espero que perceba, ou sinta…

Gostaria de dedicar o poema a seguir ao meu pai. Pessoa que tenho aprendido a lidar a cada dia e há muito tempo (quase 33 anos :D), pessoa que admiro e amo. Amor esse que por muito tempo achei que não seria recíproco. Pois cada um tem seu próprio modo de amar… Hoje percebo que veladamente, secretamente, ele está ali, esse sentimento que todos querem sentir, provar e se pudessem… tocar.

É difícil falar do amor de pai. Ele é diferente do amor de mãe. Mas preconizo a todos que sim! Sim, é tão presente e poderoso quanto àquele sentimento de mãe. Difere para cada um conforme sua cultura, histórias, visão pessoal. Então a todos que ainda não significaram em suas vidas pessoais o AMOR, seja de mãe ou de pai, de mulher, de marido, de filho ou de irmão, de amigo, alguém que nos dê a mão, pelo menos a companhia de um cão, por que é muito doloroso viver na solidão (tive que parafrasear a linda oração de Divaldo Franco!), aguardem e cultivem a semente da paciência e da humildade, pois a todos o Sentimento-Maior consegue tocar!

Ele me tocou de uma maneira muito singela da última vez (na sessão onde aprendo a renascer com minha terapeuta e amiga – Geni – que tenho enorme gratidão e também dedico esse post), em forma de uma onda de calor aconchegante no peito e leveza no ar, que pude perceber onde habitava o amor em minha vida diária… Em todas as pequenas criaturas, criações e seres. Tão leve quanto um beija-flor (colibri)…

beijaflor1

O Poema é um dos preferidos do pai e desde pequeno ele declama para mim e minhas irmãs, se chama “O Coração, de Castro Alves” e foi feito em Recife no ano de 1865.

O Coração é o colibri dourado
Das veigas puras do jardim do céu.
Um tem o mel da granadilha agreste,
Bebe os perfumes, que a bonina deu.

O outro voa em mais virentes balsas,
Pousa de um riso na rubente flor.
Vive do mel — a que se chama — crenças,
Vive do aroma — que se diz — amor.

Não consigo expressar o tanto quanto este pequeno poema pode dizer… Aprendi nas leituras, estudos e na prática que os poemas não são dos poetas, mas dos leitores… Então, cada um fique com o significado que quiser desse poema.

Para mim ele expressa o potencial latente que há em cada Ser Humano de se conectar com esse código secreto, misterioso e silencioso, repleto de esperanças, fantasias, sonhos, prazer, totalidade: Amor…

coracao danni aranda

As metáforas são sempre bem-vindas para nos ajudar a constituir uma substância mais profunda para toda a riqueza e singularidade do Amor, que só pode ser sentido profundamente com o Coração! E haja Vidas para experimentar tantas sensações que um dia possam significar melhor o porque de tantas decepções, apertos, dores, perdas, sentidas direto no coração! À medida que ele se fortalece com esses sofrimentos, se torna sensível a uma gama maior de percepções físicas e não-físicas…

O Coração é a mistagogia do Criador, centro vital mais importante para aprender a transcender e se conectar com o Transcendente, referencial de Humanidade e Evolução! Enfim, ele é o colibri dourado das veigas puras do Jardim do Céu! Simples assim… (rs)

Vibro ao Coração do Criador, ao Coração de Gaya e aos Corações de Todos os Seres Iluminados, que o Seu Coração receba o mel e o aroma que deseja e merece, lhe conduzindo para um novo horizonte, onde haja mais luz, mais liberdade, coragem e paz.

Gratidão a Você Pai, Mãe, meus companheiros de jornada, Todos…

Paz na Terra ‘.’

Rodrigo Kladwan

6 comentários sobre “O Colibri Dourado

  1. Maravilhoso Di, amei estar buscando “um algo inspirador” e encontrar essa reflexão…sobre amor e o poema do Colibri! Ótimas lembranças e aprendizados. Obrigada!

  2. Querido amigo e mestre Rodrigo,

    Lindas palavras… lindo poema e emocionada, Agradeço ter feito referência a minha pessoa e também ter me dedicado o post…junto com uma pessoa tão importante na sua vida que são seus pais… Sei que é de “coração” seu agradecimento, assim como o meu… É lindo ver “as transformações” que passamos no Renascimento pela Respiração Conectada e Consciente; “as Curas” que vamos fazendo em nós mesmos e ajudando outros! Obrigada também por “abrir seu coração”, se expor assim tão lindamente, “sem medo de ser Feliz”, e por mais uma vez, me permitir fazer parte dessa nova etapa de sua Vida…
    Aprendi muito com você também porque somos, na verdade, mestres um dos outros…e estarás para sempre no meu coração!
    Abraços grandes e vibremos: Amor, Luz, Curas, Alegrias e Abundante Prosperidade!
    Gení

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s