Construindo relacionamentos harmoniosos

amor-verdadeiroQuando iniciamos um relacionamento amoroso, é comum que coloquemos nele todas as nossas expectativas de felicidade e harmonia.

Entretanto, muitas vezes bastam algumas semanas para que a fantasia inicial se desvaneça e comecem a surgir decepções e a sensação de que nos enganamos quanto às nossas expectativas.

Por que isso ocorre? Por que é tão difícil estabelecermos relações duradouras e cheias de alegria?

Por que alguns casais conseguem realizar esta mágica? E é fácil perceber quando ela ocorre. Alguns pares são tão harmoniosos que quando estão juntos, cria-se ao redor deles uma aura luminosa, facilmente perceptível pelas pessoas sensíveis.
Entretanto, grande parte dos casais permanece junto por várias razões que podem incluir o bem estar dos filhos, as dificuldades econômicas ou até mesmo o medo da solidão. Muitos abrem mão de sua maneira de ser e se auto-reprimem apenas para agradar ao parceiro ou para garantir um mínimo de harmonia na relação.

Cada ser humano forma um universo de grande complexidade e particularidades indevassáveis, mas a razão principal desses desencontros é que a maior parte das pessoas tem dificuldade em distinguir a atuação do Ser da atuação do Ego.
É o Ego que nos leva a sofrer por ciúmes, a desenvolver uma dependência do outro, a ter dificuldade em pedir perdão e reconhecer os próprios erros, a cultivar o orgulho.

O encontro de duas almas através da relação amorosa será tanto mais profundo e duradouro quanto menor for a ingerência do Ego. O grande comandante deverá ser sempre o coração, essa voz silenciosa que encontra a medida certa, o momento adequado e cria as circunstâncias apropriadas para a celebração do amor.

São necessários muita amizade, respeito mútuo, admiração, entusiasmo e carinho pelo parceiro para que se estabeleça um verdadeira união. Mas este objetivo só é alcançado quando cada um trabalha individualmente sua própria evolução, buscando no autoconhecimento as formas mais eficazes de vencer as armadilhas psicológicas do Ego.

A busca da sabedoria, da conexão permanente com o Eu Superior deve ser a diretriz para que se alcance o tão desejado equilíbrio. E este, quando acontece, se reflete em todas as áreas de nossa vida, especialmente na construção de uma sólida e gratificante relação de amor.

por Elisabeth Cavalcante | Fonte

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s