Vampiros sexy estão a destruir nossa juventude

twilight

Existe uma doença a alastrar-se pela América recentemente que é mais virulenta e perigosa do que a vaca louca, gripe suína e sífilis juntas. Espalha-se facilmente através de emails, blogs, SMS e tweets e está a infectar diversas crianças, adolescentes e jovens. Enquanto não foi provado que a doença é fatal, não há uma cura conhecida e os sintomas podem se aterrorizantes e dolorosos. A doença a qual me refiro, claro, é vampirismo.

O epicentro do mais recente lançamento pode ser interligado á série de livros baseado em vampiros Crepúsculo, que já vendeu mais de 42 milhões de cópias e começou uma adaptação para o cinema igualmente popular. Jovens de todas as regiões do país foram seduzidos pela história de uma rapariga do liceu que se apaixona por um vampiro de 107 anos, e pelos actores branquelos, porém atraentes, que os representam. O que é mais problemático do que o relacionamento pedofílico entre uma garota de 17 anos e um homem 90 anos mais velho, entretanto, é o facto da popularidade da cultura vampiresca estar em crescimento.

Outro motivo para essa epidemia vampiresca, ou “vampidemia”, é a série da HBO “ Sangue Fresco”, que começa sua segunda temporada no Domingo. Diversos críticos e telespectadores mergulharam no conto de uma empregada de balcão telepática numa pequena e fictícia cidade de Louisiana e suas interações com uma comunidade de vampiros que vivem em desacordo. Graças ao sangue sintético também conhecido como Sangue Fresco, os vampiros desta série não precisam mais morder humanos para se alimentarem e podem caminhar na rua com os cidadãos mortais sem medo de serem perseguidos. Até mesmo antes da série estrear, uma forte campanha de marketing foi implementada para causar interesse através da criação de propagandas falsas, Web Sites e produtos intencionais para a também falsa demografia vampiresca. Alguns mórbidos consumidores interessados ficaram desapontados ao aprender que as propagandas online da bebida Sangue Fresco não era um produto de verdade para consumo.

Enquanto esse tipo de fervor foi visto com os livros de Harry Potter, da autora J.K. Rowling, o interesse por bruxaria é completamente inofensivo já que a maioria dos personagens nos livros de Rowling possuem um modelo de conduta positivo. O pior de tudo é ver crianças a gastarem as suas mesadas em varinhas, memorizando encantações misteriosas e tentando evocar espíritos malignos das profundezas do mundo. Por outras palavras, coisas típica de crianças. Com esta última moda, entretanto, as crianças decidem usar preto, pintar o cabelo, usar delineador – ou a triste alternativa masculina, “homemlineador” – evitam o sol, levando a uma deficiência para se locomover por deficiência de vitamina D. Eles também podem vir a imitar o comportamento de um vampiro através de um vocabulário antiquado da época Vitoriana, beber grandes quantidades de Kool-Aid ou outra bebida vermelha feitas com uma alta quantidade de xarope de frutose e ouvir música techno. Apesar do estilo vampiresco ser infeliz – e “homemlineador” ser o limite para um crime – o verdadeiro problema das crianças idolatrarem esses sanguessugas é que vampiros são uns cretinos assustadores.

Algumas culturas vêem vampiros como criaturas pálidas e magras que se movem através das sombras, mas diversos Europeus acreditam que eles possuem uma aparência inchada com a pele avermelhada ou purpureada, mais parecida com a combinação de um corpo em decomposição e recente ingestão de sangue. Imaginem como seria mais autêntico mais menos popular  se  a personagem principal de“Crepúsculo” tivesse a cara inchada e vermelha que nem um bife ao invés do encantador Robert Pattinson com seu rosto fino. Fiquem atentos, pais: Usar actores atraentes para representar essas então criaturas ofensivas é só uma das desprezíveis tácticas da máquina de propaganda a favor de vampiros usará para tentar recrutar suas crianças inocentes.

O que eles não querem  é que suas crianças impressionadas saibam é que a vida de um vampiro não é nada glamorosa. Em soma para aparentar um atraente e corado Larry King, vampiros são relegados a mais chata existência. A maior parte do tempo é usada para calar as pontadas constantes no estômago causada por um líquido diet, e nenhum tempo livre é como durante tarde da noite ou as primeiras horas do dia, então sair para ir ao banco ou fazer outras coisas é extremamente difícil.

A maioria das pessoas também odeia vampiros. Na cidade Africana, Malawi, durante o final de 2002 e início de 2003, um grupo espancou uma pessoa até a morte e magoaram outras quatro, incluindo o Governador de Malawi, Eric Chiwaya, porque eles pensaram que o governo estava trabalhando secretamente com vampiros.

Apesar da influência recente de coisas relacionadas à vampiros no principal meio de comunicação e o entusiasmo dos jovens que a acompanham, o vampirismo continua a ser uma armadilha perigosa para a nossa juventude. Não acompanhar o interesse de uma criança por vampiros pode levá-los a uma terrível escolha de roupa para o verão, carência de vitamina D e diabetes. Não podemos arriscar perder nossas crianças para esses vampiros lindos, glamorosos e noturnos que continuam enchendo suas cabeças com mentiras sobre o estilo de vida de um vampiro. Faça a vossa parte e façam  os vossos filhos interessarem-se por algo seguro.

Fonte: Gainesville e Twilight Team | Adaptação: Twilight Portugal

3 comentários sobre “Vampiros sexy estão a destruir nossa juventude

  1. Voce colcoou a coisa de forma correta…… a melhor forma de tornar um jovem desorientado em um criminoso, e fazer com que acredite que o crime compensa mais que o caminho do bem…. vampirizar é tomar algo de alguem sem dar nada em troca….. só nisso já está sendo implantado no subconsciente o egoismo e o roubo, e finalizará com o crime… pos não terá o “poder” revelado nos filmes, então saciará seus desejos da forma mais groceira…..

    É isso…. e o resultado já se vê nos meios de comunicação… com a quantidade de crimes banais…..

    sds

  2. acho que vc está exagerando… é apenas um filme de sucesso, isso nao vai desviar ninguém do bem…

    • Olá Augusto! Olha, talvez possa parecer exagero para quem não conhece um fã que tem a capacidade de dizer “ah eu tb queria ser um vampiro”… Pois é, a mídia, cinema, etc influenciam muito as pessoas, principalmente os jovens, já que a personagem Bella quer virar vampira, pessoas vendo isso, apesar de saberem da ficção, não achariam má idéia em se tornarem um deles… Lembramos que vampiros são seres das sombras, sugadores de energia… Rs parece algo inocente, mas o astral é invisível aos olhos e há muitos vampiros por aí…
      Valeu pela participação, abraço ;D

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s