Não se subestime…

nao se subestime Vejo muitas pessoas lindas, com tudo de bom para viver, abandonando-se. Deixando de lado sonhos e desejos por conta dos infortúnios que a vida trás. Aliás, a vida pode mesmo nos surpreender com sérios tombos e solavancos, mas isso justifica nos deixar de lado? Ou deixar de acreditar no amanhã?

Sinto que muitas vezes as ondas de fatalismo nascem de um desejo de fugir de tudo aquilo que é difícil, complicado ou triste. Pois a maioria das pessoas não quer sofrer. Na verdade, acho que ninguém quer sofrer, ninguém quer fazer alguma coisa e perder. Quando descobrimos que algo vai dar errado, o sentimento de fracasso e frustração pode ser enorme, mas adianta nos abandonar? Adianta ficar procurando culpados ou se culpando?

O que foi feito está feito, mas… e daqui para frente, como será o futuro?

Como ensinam os Mestres, não podemos e não devemos pautar as nossas expectativas a respeito do amanhã, tendo como base apenas o que realizamos ou o que perdemos no passado. Por que temos tanto medo do futuro e das experiências de vida que estão reservadas para nós? Por que esperar o pior?
Por que nos achamos tão frágeis?

A visão que temos da vida e de nós mesmos pode truncar nossos caminhos. Se não acreditamos em nosso poder pessoal, em nosso aprimoramento quem acreditará? E aprimoramento quer dizer crescer, mudar, transformar…

Todos os dias, quando acordamos, podemos escolher o que pensar e como agir, e ainda que exista uma força kármica que norteie nossos caminhos somos livres para mudar o foco dos nossos pensamentos, mas isso somente acontece quando abrimos o leque e nos damos mais opções.

A mente racional é limitada e não deve ser nossa única ferramenta.

Para evoluir, precisamos nos conhecer profundamente, mas o copo não pode estar cheio. Precisamos deixar um espaço aberto para o novo, para outras pessoas se chegarem a nós, para a vida acontecer.

Se você achar que tem todas as respostas com certeza está errando, e muito.

Você é um ser de luz. Pode ser até que você não esteja consciente do seu poder pessoal, nem da Lei da Atração que nos ensina que trazemos para nós aquilo que está no nosso foco de atenção, mas você é um ser mágico que precisa se libertar.

Tenho certeza que se você fizer um exercício honesto de auto-análise você vai se lembrar de coisas muito importantes que você superou. Tenho certeza que você também poderá se recordar de momentos em que se doou e amou profundamente. Mas se acaso você não encontrar esses registros nas suas memórias porque não criar esses momentos agora? Por que dizer que não é capaz? Ou que ninguém o (a) ama como você acha que merece?
Você é a sua luz.

Deus está dentro de você, não se subestime. Não diminua a sua luz, dizendo que você não merece, ou que você não consegue, ou ainda que a vida é ruim… Pode ser que atrás dessas negativas, esteja escondido um grande medo de apostar em coisas grandes, boas ou positivas. Mas até isso é bom, porque assim sendo você pode lidar com o medo que é o grande vilão e limitador da história.

por Maria Silvia Orlovas

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s