Enxergue o sol

publicado originalmente por André Silva, quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Olá pessoas! Esse texto é de meu amigo André de BH, que de forma profunda e pragmática fala da nossa relação com esses tempos de mudanças e nossas atitudes dentro do que acreditamos ser nossa missão. Boa leitura pra você. Valeu André. Parabéns ;D

Enxergue o sol

Nos dias de hoje é comum se falar em mudanças. O panorama já conhecido por nós da globalização e de sua dinâmica transformação provocam constantemente uma movimentação geral pela mudança, para uma chamada à “quebra de paradigmas”. Embora tal realidade tenha sido finalmente percebida, ainda estamos com sérias dificuldades em revolucionar nossas vidas.

Certamente a principal razão disso seja o fato de pouco compreendermos como deve se dar esta revolução. Nosso mal hoje é mal entender o poder.

Criamos hábitos e rotinas e vivemos como homens cotidianos, tudo para evitar o desgaste. Sabe-se, é próprio da natureza humana e não constituí essa uma crítica que visa julgar a quem quer que seja pelos males do mundo, não. Não há mais tempo para se gastar energia com julgamentos que não levarão a nada. Mas há energia e esse é o momento para se falar de mudanças e ação.

Propomos com objetividade: criem bons princípios. Tornem-se pessoas abertas. Isso significa estar disposto a suspender todas as certezas que se tem em prol de vivenciar a possibilidade de descobrir que está errado. Significa estar disposto a mudar os rumos, radicalmente. Significa esforçar-se para descobrir mais, conhecer mais e partilhar mais. Significa querer aprender, toda hora, todo instante. Quanto mais conhecimentos obtivermos mais potencializaremos nossa mudança. O valor da educação é universal.

As pessoas costumam esperar que as transformações ocorram pelos meios mais tangíveis e óbvios. Por exemplo, tem-se mais esperança na possibilidade de elegermos um político honesto ao governo que transforme o país por completo, do que o país ser transformado pelo maior acesso à informação por parte das pessoas. Isso porque a maioria pensa que cidadãos mais esclarecidos votam com mais consciência. Ou seja, é uma visão que encerra o poder do povo apenas ao direito de votar e é desta forma, uma visão extremamente tímida.

Explico: Sem dúvida é uma realidade que pessoas mais esclarecidas realizam escolhas mais sensatas. Mas não é só isso que fará com que um país ou o mundo sejam transformados. Existem, atualmente, problemas demais para a solução vir por uma única via e esperar que essa solução apareça quando bem entender é um luxo que nada de pomposo nos trás, já que a situação global freqüentemente nos lança mais uma corda ao pescoço.

O menos óbvio é o aparentemente mais fácil, mas certamente o mais difícil. O melhor meio de transformar o mundo é revolucionar a si mesmo. Sim, transforme sua mente, mude seus hábitos, modifique sua realidade presente, acredite mais para intensamente você buscar mais. O segredo está sim, em esclarecer as mentes, mas esclarecer as mentes para influenciar os sistemas aos quais estamos imersos. Tens o poder de influenciar e esse é o papel dos líderes, que deveriam inclusive receber novo batizado: influenciadores, pois qualquer um neste universo tem todo potencial de o ser e ser líder, não constitui privilégio. Portanto, influenciem por toda parte, em sua família, o grupo social do qual faz parte e nas organizações. O pensamento, a palavra e a vontade de cada um constituem um poderoso sistema chamado "cultura", capaz de influenciar intoncáveis sistemas (como a política) assim como são influenciados por estes.

Assim, ganhar lucidez e atingir um maior nível de consciência das coisas é um eficiente meio de despertar, não somente sua percepção, mas “acessos” maiores. É um processo, mas é fato!

Sua postura fará diferença: se entendes que tens uma missão e que esta missão é maravilhosa, ousada e desafiadora, e se você puder sentir-se instigado em buscar firmemente este propósito, você fará todo esforço que puder para memorizar este propósito a partir desta simples leitura. A focalização de uma vontade firme e intensa o levará à percepção seletiva, de tudo o que for útil para atender ao seu propósito.

Aqui, uma nova renúncia é preciso: aceitar. Simplesmente se abrir a observar mais. Parece simples, mas exige esforço, pois temos uma alta tendência à dispersão e distração, sobretudo neste momento atual do planeta onde tecnologias, comunicações e distrações são fartas e excessivas.

Observe! Seja um bom observador. Enxergue as “coincidências”. Enxergue os acontecimentos. Enxergue as desavenças, os problemas e dificuldades. Veja além do “copo que cai”, existem diversos sinais a todo instante.

Mantenha-se na senda! E o desafio final é desenvolver a paciência. Paciência, pois o caminho nunca virá como no desenho que você imaginou. O resultado nunca te trará uma medalha com seu nome gravado, mas o grande prazer e certamente a maravilhosa vitória é sentir que a cada dia que passa seu esforço surtiu efeito. É fantástica a relação direta que temos com o planeta e com o universo. E inexplicável é sentir que há algo maior por trás e que você esteve certo por acreditar nisso, porque sua vida e todos esses anos de vida tem uma grande e valiosa razão. Acreditar na missão é toda a diferença!

Postado por André Silva às 22:02 | Endereço do Blog

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s