A tumba de Jesus no Japão

 

Olá amigos. Olha, é algo muito curioso. Não posso validar ou desvalidar, toda a história verdadeira do mundo tem-nos sido velada desde há muito muito tempo… E se tratando da figura de Jesus, isso fica ainda mais complexo. Coloco esse assunto com o intuito de promover a expansão de consciência e fazer com que vc PENSE por sua própria conta, e não aceite apenas o que o cristianismo diz ser verdadeiro e definitivo. Ou que as religiões dizem ser verdadeiro e definitivo. Por motivos diversos, aqueles que escreveram a história do mundo nos livros, não falaram toda a verdade, e pior que isso, muitas vezes mentiram e inventaram estórias (literalmente) da carochinha para beneficiar uma parcela influente das sociedades da época. E hoje ainda, não é diferente. Os Estados Unidos da América tem escrito (e reescrito) muita coisa sobre você e sua cultura, que não são a mais alta expressão da verdade. E olha que não estamos dessa vez questionando a existência de Jesus (como é mostrado no filme Zeitgeist). E também não se trata de decidir se o Jesus morre na minha terra ou na sua terra. O que devemos entender é que mais cedo ou mais tarde teremos de aceitar uma realidade que não é a mesma que nossos pais nos ensinaram ou que aprendemos nos livros. Bom… Apesar disso, vivemos os tempos finais, ou apocalípticos, onde essas coisas todas ser-nos-ão reveladas! Chegou finalmente a época do desmascaramento! É um momento único da História da Humanidade, que nos levará definitivamente à Reintegração do Ser.

 

Duas tumbas: Jesus e seu irmão, no Japão

Uma lenda japonesa [Kirisuto legend, Kirisuto = Jesus] diz que Jesus fugiu de Jerusalém e chegou até o vilarejo de Herai ou Shingo, em Aomori, norte do Japão. Os cristãos ocidentais dizem que isso não faz sentido mas, no lugar, existe um monumento chamado "O Túmulo de Cristo" ou Kristo no Hakka. Cristo teria feito seu caminho até o Japão passando pela Rússia, via Sibéria. Em Aomori, tornou-se um rizicultor [fazendeiro de arroz], casou-se, constituiu família e morreu, aos 114 anos. Tal como os muçulmanos, os japoneses de Aomori acham que outra pessoa tomou o lugar do Messias na cruz, no caso, um de seus "irmãos" chamado Isukiri, foi crucificado; este, inexplicavelmente esta sepultado ao lado de Jesus em Aomori!

A lenda tem mais detalhes surpreendentes; Jesus teria estado no Japão mesmo antes, em sua juventude, lá chegando aos 21 anos. Estudou o antigo Xintoísmo por dez anos, desenvolveu sua doutrina e voltou à Judéia. Aos 37 anos Cristo voltou ao Japão.No Japão, Jesus deixou descendentes, como Sajiro Sawaguchi, 80 anos [em 2006]. A família de Sajiro é proprietária das terras onde fica localizado o túmulo. O neto, Junichiro, já de meia idade, explica que atualmente os Sawaguchi são budistas e ele, pessoalmente, não acredita que seja descendente de Jesus.

A lenda não tem, de fato, nenhum forte amparo documental. A única referência a um registro surgiu em 1930 com suposta descoberta de um antigo texto hebreu contendo o relato da vida e da morte de Jesus no Japão. Naturalmente, tais documentos desapareceram "misteriosamente" e a sepultura jamais foi examinada [tal como acontece com o túmulo de Jesus na Caxemira].

Herai é uma vila pequena com a paisagem dominada pelos campos de arroz e pomares de macieiras. A sepultura, marcada por uma cruz de madeira, fica em meio à subida de uma montanha cercada por bosques de bambus. O local virou atração turística, onde as pessoas tiram fotos e tomam sorvete num café próximo. Porém, muitos peregrinos depositam moedas em frente ao túmulo em agradecimento às orações atendidas.
FONTE: The Japanese Jesus trail por Duncan Bartlett
In BBC NEWS – publicado em 09/06/2006

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s