Portal 9-9-9: Leões e Cordeiros Metatronicos

9-9-9

 

 

A sugestão é usar a mandala acima para meditação no próximo dia 09/09/09.

 

Leões e cordeiros Metatronicos

por Simeon Chiron Nartoomid

Tradução e adaptação: Alessandra Sanan

 

 

Quantos já ouvimos a antiga afirmação “quando o leão deitar com o cordeiro”, que significa que uma grande mudança está por vir na Terra, que afetará o mundo natural de formas inesperadas.

 

Tal declaração é uma compilação de pensamentos e palavras que aparecem na bíblia nas palavras de Isaías. Há passagens bíblicas adicionais relacionadas ao leão e o cordeiro no Livro das Revelações, de contextos mais apocalípticos e misteriosos.

 

Essas diferentes representações de simbologia do leão e o cordeiro servem para representar aspectos distintos das mudanças que estão agora ocorrendo conosco. Em aspectos mais fundamentais de compreensão dessa citação “do leão e do cordeiro deitados juntos” temos uma representação da próxima oitava dos reinos de natureza, chamada “Para Prakriti" nas escrituras hindus.

 

Em “Para Prakriti” não há nenhum predador, porque as criaturas em tal reino podem sustentar as suas formas vibratórias mais elevadas na matriz de energia ilimitada que acessam. Isso é válido também para os seres humanos nestes reinos. Em outras palavras, seres vivos em “Para Prakriti” vivem de pura energia, sem necessidade de comida, de luta pela sobrevivência, e dessa forma competição e depredação não existem.

 

Ainda há um entendimento mais esotérico desta declaração, que aponta para níveis metafísicos mais elevados, que operam dentro da Espiral Metatronica de evolução. O cordeiro é uma representação do Cubo de Estrelas 999 ou “Ormid”, o contexto universal para realidade em que a sintropia completa a entropia (*). O cordeiro é usado para simbolizar a Consciência Cristíca, ou consciência de amor e compaixão. Esta é a chave que nos leva através do centro da inversão de 666 para o 999.

 

O leão é o símbolo para Lei Solar. É no leão que encontramos o símbolo esotérico mais comumente usado para a forma pura do 666. Isso é simplesmente a inversão do Cubo de Estrelas 999 ou "Ormid". Esta inversão acontece pela estrutura energética do lemniscate (**) ou pela volta do símbolo do 8-inifinito. Para visualizar essa estrutura pensem no número oito deitado, e então o estique horizontalmente por um fator em torno de dois – esse é o símbolo do inifinito.

 

lemniscate (símbolo do infinito)

 

É este lemniscate que é a base para o Fulcro Metatronico (Ref: Maia Christianne em Portas de Templo Vol. 04, 1990 e Vol, 04, 1997). O Fulcro Metatronico existe no ponto de centro do lemniscate ou na volta do 8-infinito. É por sua vez, a base de como os padrões arquetípicos macrocósmicos dentro das dimensões Metatronicas (não-duais) do universo encontram o seu modo de concretizar dentro dos reinos de matéria, densidade e dualidade.

 

Há, pois uma reversão de fase destes padrões maiores quando eles “invertem” do 999 e entram nas harmônicas do reino da matéria 666 que é representado na dinâmica controlada pelo limiar solar de um Sistema Mundial, sua Lei Solar em outras palavras. Na realidade, há então uma série subseqüente de doze reversões de polaridade que acontecem conforme estas formas arquetípicas se movem para a manifestação plena no plano físico em um mundo como o nosso. Há alguma informação adicional sobre as "Doze Polaridades de Descenção na Matéria (Twelve Polarities of Descent into Matter, no original em Inglês)" no Manual de Cura da Pedra Azul (Blue Stone Healing Manual, por Maia Christianne), que pertence especificamente à encarnação humana.

 

Nesse aspecto temos alguns dos mais significantes trabalhos internos das interações e relações entre o 666 e o 999 revelados. O Fulcro Metatronico é uma estrutura universal energética poderosa. Esta energia de forma holográfica existe dentro de todos os aspectos da realidade manifestada que tem o equivalente de DNA, isto é, está presente em tudo que vive. No DNA humano esta forma de energia é chamada de molécula de M-STRA que é uma sigla para “Metatronic Star-Tect Redemption Apex” (Tect-Estrela Metatronica Ápice de Redenção), e que é nomeada e definida nesta citação das Portas do Templo, de Maia Christianne Vol. 04, 1990:

 

Tect-Estrela Metatronica Ápice de Redenção. Uma estrutura entrelaçada de energia estelar criada por um sistema de gravidade não-lateral, isto é, sem polaridade (não apresentando pólos opostos), interagindo em emissões de estrela de estado elevado dos centros das Luzes Vivas (ressonâncias arcangélicas da matéria-estrela).

 

Está então implícito em nosso DNA nosso acesso ao Cubo de Estrelas ou Ormid no outro lado de nosso Limiar Solar, conforme passamos mais completamente à realidade em aberto das dimensões superiores de nosso universo, que está além da dualidade. Na presente dinâmica dentro do 666 estamos na radiação (confinada “internamente”) dos arquétipos universais superiores, mas em formas mais densas, por um processo de “involução”. Passando então pelo fulcro ao 999 entra-se no processo dinâmico em que podemos começar a irradiar (expandir externamente) plenamente o que desenvolvemos conscientemente em nossa viagem aqui na Terra, podendo então ser assim incorporado completamente de volta aos arquétipos universais superiores, promovendo assim sua evolução, atualização. Isto tem acontecido em graus variados desde o princípio, mas estaremos mais abertos a esta dinâmica de um modo muito mais significativo conforme atravessarmos este portal de tempo 999 em nossa viagem de retorno ao lar.

 

Como escrevi previamente, o 9/9/9 que se aproxima é o portal de tempo final de uma longa série harmônica que foi iniciada 14.400 anos atrás. Hoje, eu fui presenteado ao receber um artigo de um amigo, Cayelin Castell, um relatório informativo (altamente recomendado e disponível em versões gratuita e paga) de “Shamanic Astrology Mystery School and Celestial Timings newsletter” (Jornal da Escola de Mistério Astrologia Xamânica e Contagem de Tempo Celestial). Este artigo é intitulado “Estações de Plutão à Cruz Galáctica uma vez em 248 Anos”. Citando alguns trechos deste artigo:

 

Neste tempo de Mudança de Era têm acontecido muitos alinhamentos planetários altamente significativos e extremamente raros. A data 11 de setembro de 2009 marca a estação direta de Plutão. A energia estacionária de Plutão dura por aproximadamente um mês antes e um mês depois da data exata da estação, com 11 de setembro agindo como o ponto central deste portal… Há cada 26.000 anos, durante aproximadamente 144 anos, o Solstício de dezembro se alinha ao longo da Cruz Galáctica (onde o plano de nossa Galáxia intersecta o plano de nosso sistema solar) perto do Centro Galáctico… O ponto principal aqui é enfatizar a importância sem igual e raridade deste alinhamento de Plutão. Durante qualquer estação planetária nós experimentamos um Ponto Estático (um portal de possibilidades infinitas) em relação a essas energias planetárias. Plutão é o símbolo mais importante que temos para a transformação alquímica, trazendo a sombra para a luz com a finalidade de experienciar um maior fortalecimento, morte e renascimento xamânico.

 

Isto é extremamente poderoso dado que o “mid-point” (ponto central) está apenas 2 dias depois da abertura do portal 999 de impulso energético, que nos levará pelo estágios finais da travessia de inversão 666-999, nos oferecendo assim a possibilidade de ativação plena de nossa molécula de M-STRA ou “Semente do Coração”. Eu também sinto que a janela de qualquer lado do ponto central deste “ponto particular” de Plutão pode ser consideravelmente mais longa que habitual, devido aos muitos outros poderosos alinhamentos celestiais e trocas harmônicas que estão ocorrendo nesse momento.

 

Nós somos cada um uma reflexão deste holograma universal, e dentro de cada um de nós há o leão e o cordeiro. Na realidade nós temos dois leões. Nós temos o leão puro, que representa as harmônicas da Lei Solar 666 em nosso sistema solar. Nós não existiríamos fisicamente sem isto, e era inclusive o foco de algumas das Iniciações Solares antigas. Então há o outro leão que representa todos os miasmas energéticos e convoluções, que foram criados ao longo de nossa curta estadia na Terra. Nós normalmente chamamos isto de karma ou a sombra, mas estes termos ficaram “impregnados” com várias ideologias. Por isso, prefiro direcionar esses conceitos a partir de uma analogia metafórica para ajudar a lapidar nossa consciência em novas perspectivas.

 

 

Nós podemos pensar neste segundo leão de miasmas como sendo um leão mutante, um subproduto de nossos esforços ao longo de muitas gerações para criar um leão de extrema rigidez, com todas as melhores qualidades. Mas o leão mutante tem problemas físicos; não tem todas as pernas e dedos e possui deformidades – sua saúde é pobre. No nível de natureza que existe em nosso mundo como nós o conhecemos, chamado “Apara Prakriti” nos textos hindus, o leão mutante seria morto pelos leões mais fortes como parte do processo de seleção natural. Ainda que todos nossos corações se compadeçam, nós fazemos parte deste nível de natureza, por quê?

 

É porque os humanos têm a molécula de M-STRA mais ativa no planeta, junto com as baleias e golfinhos. A molécula de M-STRA traz a energia do cordeiro Metatronico para participar de nossa experiência. Nós temos uma parte de nosso ser literalmente em Apara Prakriti e outro em Para Prakriti, fisicamente. Quando o cordeiro vier deitar com o leão, ele se deita com os dois leões e o leão mutante é transformado então, e se funde outra vez com o leão puro.

 

Em outras palavras, quando tivermos aprendido a usar o poder presente em nossa verdadeira identidade de pura consciência, e amarmos em vez de direcionarmos nossas forças para os resultados desejados pelo nosso ego, o cordeiro virá deitar com o leão em nosso ser e acharemos a molécula de M-STRA que arde em nossos corações, nos levando através do Limiar Solar 666 para os vastos e infinitos reinos do Cubo de Estrelas 999. Como declarado em minha informação prévia sobre a “chegada” do Cubo 999 de Telê-transmissão das Estrelas:

 

Um novo Leão Solar rugirá em nosso coração coletivo depois que nós atravessarmos este portal temporal final – 999.

 

Acrescento que este leão tem o destino de deitar com o cordeiro, e seu rugido não é o outro que não o rugido de um amor feroz que não pode ser subjugado por qualquer tipo de medo.

 

Eu estarei trabalhando com o M-STRA dinâmico no Cubo de Telê-transmissão de Estrelas 999.

Simeon Chiron Nartoomid

 

(*) A sintropia (syntropy, também desiganada negentropy – negative entropy ou entropia negativa) é o contrário de entropia (que é a medida do grau de desorganização do sistema), ou seja, mede a organização das partículas do sistema.

Segundo Ilya Prigogine (Prémio Nobel da Quimica em 1977), flutuações ao acaso podem dar origem a formas mais complexas, a partir de grandes perturbações em um sistema, as quais podem dar início a mudanças importantes, tornando o sistema altamente frágil (aumento da desorganização – entropia). Pode surgir então uma súbita reorganização para uma forma mais complexa (aumento da ordem – sintropia). As perturbações em um sistema são a chave para o crescimento da ordem. Isso seria uma forma de explicar, por exemplo, o surgimento de vida nos planetas. As configurações da natureza interagem com o ambiente local, consumindo energia dele proveniente e fazendo retornar a ele os subprodutos dessa utilização de energia. Os sistemas aumentam a sua desordem para que possa haver mais organização – as desorganizações dos sistemas resultam em maior ordem – maior sintropia.

(**) Lemniscate: curva geométrica em forma de 8, muito conhecida em sua posição horizontal como símbolo do infinito.

 

 

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s