:: Hérnia de disco tratada com a Quiropraxia ::



As causas mais comuns de hérnias discais são as condições de trabalho, o manuseio, levantamento e carregamento excessivo de peso, manter posturas incorretas por muito tempo, causas psicossomáticas e fadiga muscular. Muitos casos de dores nas costas podem ser provocados por tensões nos músculos e ligamentos que sustentam a coluna vertebral. Trabalhos e estilos de vida sedentários predispõem a este tipo de tensão. A obesidade – que sobrecarrega a coluna e pressiona os discos – é outro fator desencadeante. A coluna vertebral possui algumas curvaturas que são normais ou fisiológicas. O aumento, acentuação ou diminuição destas curvaturas podem representar doenças e precisam ser tratadas. As curvaturas fisiológicas são quatro: lordose cervical, cifose torácica, lordose lombar e cifose coccígea.

A coluna vertebral é formada por 33 vértebras, que são separadas uma das outras por um disco intervertebral, este disco é responsável pela mobilidade da coluna. A vértebra é a parte óssea da coluna, e o orifício de conjugação é o espaço por onde passam os nervos. Existem dois tipos de nervos, um responsável pelas sensações e outro responsável pelos movimentos. Se um nervo sensitivo for "pinçado", você pode sentir os mais diversos efeitos internos, como irritação, ansiedade, perda de audição, predisposição à gripes e baixa imunidade, problemas de pele, etc. E se um nervo motor, responsável então pelos movimentos, for "pinçado", você sentirá dor ou dificuldade para locomoção, dores nas costas, formigamentos, etc.


Entre as vértebras, temos o disco intervertebral e mais ao centro do disco encontramos o núcleo pulposo. Quando a pessoa se movimenta para frente, para trás ou para os lados, o núcleo pulposo se movimenta também, porém em sentido contrário, ou seja, quando se dobra o tronco para frente, o núcleo vai para trás em direção ao nervo. O núcleo pulposo é muito mais rígido que o disco, e têm a "tendência de fuga". O que impede esta fuga são os anéis fibrosos. Quando estes anéis são danificados o núcleo fica instável e pode finalmente “fugir”. A saída do núcleo pulposo (extrusão) é chamada de hérnia de disco. A hérnia de disco pode acontecer entre qualquer uma das vértebras, porém a maior incidência se dá na região lombar L4-L5.

Portanto, quando acontece uma hérnia na região lombar, pode ser sentido o reflexo (dor ou formigamento) em uma ou ambas as pernas. As doenças de um modo geral não acontecem da noite para o dia, elas são cumulativas e progressivas. Certamente, todos os dias as pessoas realizam alguma atividade que pode prejudicar a coluna.

Tratamento: Ajustes técnicos de Quiropraxia visam liberar o pinçamento da vértebra, resolvendo o bloqueio na sua origem. Repouso limitado combinado com atividade física e orientações apropriadas são complementares. A dor aguda nas costas, em geral desaparece após alguns dias. Permanecer na cama durante um período prolongado não traz benefícios, pois debilita a musculatura.

Dessa forma, entendemos que frente a uma dor relativamente forte, com restrição de amplitude de movimento, tendemos a ‘nos proteger’, mas é justamente nessa hora que devemos buscar a dinâmica do movimento, e não aceitar que a doença traga limitações maiores. A Quiropraxia é essa Arte que combina perfeitamente o estudo cinesiológico com o organismo humano e o impulsiona para o seu máximo potencial.

Se você não sente qualquer tipo de dor ou limitação, também é convidado a conhecer a Quiropraxia e experimentar a maior liberdade que seu corpo já viu!


Dr. Rodrigo Cardinal
Fisioterapeuta Crefito-10 97426-F


2 comentários sobre “:: Hérnia de disco tratada com a Quiropraxia ::

    • Ola amigo. Sim, quiropraxia tem um desses objetivos e eh possivel minimizar muito os efeitos dolorosos e estimular recuperacao evitando cirurgia. Ja tive alguns casos assim. Experimente!

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s